• Gabriela Mund

Adulto Índigo: Acolha-se


Quem foge de sentimentos e sensações, como foge de “inimigos”, percebe ao final de um longo tempo fugindo e se escondendo, que perdeu esse tempo. Que nada mudou, mas o tempo passou. O tempo perdeu-se, e nada de efetivo aconteceu além do cansaço e do stress que a fuga de algo trazem.


Num momento onde a entrada de luz e novos códigos crísticos adentram o Planeta Terra, como acontece nesse momento atual, muitas de nossas sombras começam a ser expostas.


Muitas de nossas dores serão mexidas. Muitos de nossos segredos serão trazidos à tona.


Não... não será para nos desestabilizar... será para nos curar.


Depois de muito tempo, estamos tendo a chance de rever tudo isso que já vivemos, repetidas vezes, encarnação após encarnação, dentro do ciclo cármico. E agora é chegada a hora de estarmos livres desse fardo pesado.

Olhar nossos medos, dores, cicatrizes ou ainda feridas abertas ao invés de fugir, é a opção que temos. Olhar, perceber, acolher o que chega para nos mostrar o que ainda dói em nossa alma. Respirar fundo, entregar a Deus e ao Universo, dizendo que não deseja mais carregar esse fardo e por isso, deseja ajuda para limpar essa questão toda é uma boa opção.

Vai doer sim. Talvez você sinta como se tivesse sentindo, no corpo físico uma dor aguda.

Sinta a dor, chore, peça ajuda, mas não fuja, não faça de conta que não está sentindo. Não saia de casa para fazer compras ou para encontrar amigos com isso. Não vai resolver, ou então... só vai piorar.

Silencie uns minutos, faça uma oração. Não estamos sozinhos e não temos ideia da equipe que existe ao nosso lado para nos ajudar nesse momento. Confie e entregue. Acolha-se, dê-se um carinho e em pouco tempo perceberá que tudo isso vai ter passado.

Caso algum amor do passado tenha surgido novamente em seu coração, caso algum amiga ou amigo que não vê há tempo estejam fazendo muita falta, não deixe isso crescer para chamar ainda mais a sua atenção. Vá atrás do que seu coração sente. Vá atrás e veja o que o Universo quer lhe mostrar com isso. Sempre há algo, nada é em vão.

No texto anterior mencionei o fato de que seremos alvo de pessoas e forças que querem nos desestabilizar e nos fazer duvidar de nós mesmos. Pois bem, essa é a boa notícia! À medida que vamos acolhendo e entregando nossas sombras e nossas dores, acolhendo e curando nossa alma, não teremos mais essas “brechas”, pois estaremos firmes no EU SOU.

Acolha-se, ame-se, e tudo dará certo. Tudo isso vai passar. E nós vamos vencer. Esse é apenas o processo para chegarmos lá.

Quanto mais limpa estiver a nossa alma, mais poderemos ancorar a energia que chega. Esse é o nosso propósito aqui. Precisamos de toda essa limpeza, toda essa faxina, pois essa é a parte mais importante do processo individual de cada um. Não fuja da faxina. Arregace as mangas, e bom trabalho. Novamente digo: o processo é individual, não se compare a ninguém.

Acredite, está tudo bem e não estamos sozinhos.

EU SOU Gabriela Mund


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo