top of page
  • Gabriela Mund

Adulto Índigo: Busque-se incessantemente!!!!!


Há alguns anos comecei a perceber que tudo pedia “um sentido”, um propósito! E com isso algumas perguntas começaram a me incomodar e a me direcionar para a busca de respostas...


Qual o sentido de estarmos aqui?

Qual o propósito das nossas vidas?

Para que evoluir?

Onde iremos chegar?

De onde viemos?

Aonde é esse lugar que meu coração chama de Casa, que não encontro em lugar algum?

Que saudade é essa que me sufoca e me desmancha em lágrimas?


Então com tudo isso piscando na minha mente, como se fossem aqueles painéis de Las Vegas, brilhando o tempo todo, em meio a tantas crises da minha vida profissional, familiar, emocional, e até mesmo de identidade “quem sou eu?”, precisei ir atrás daquilo tudo.


Em algum momento dessa busca, me percebi a beira de um imenso penhasco, e não havia para onde ir. Voltar de onde vim, não valia a pena. Não era li o meu lugar. E então ali fiquei parada por algum bom tempo, sentindo o peso da dúvida e da falta de respostas.


Foi então que alguma voz, talvez minha intuição, talvez meu coração, talvez meu anjo da guarda, talvez algum amigo do “outro lado”, me disse: se jogue e entenderá a razão de tudo. O medo tomou conta, e pensei: como assim, me jogar? Sim... era preciso me jogar dali, abrir os braços e me entregar aquela experiência.


Não tinha mais lugar para buscar respostas. Não tinha mais nada...


E foi aí que tudo aconteceu! Eu me joguei... e compreendi o sentido da palavra Deus. Todas as respostas acima podem ser encontradas nesse Deus! Nessa energia que a todos nós rege com amor. Nesse Deus que coloca a cada um no exato lugar da sua cura, no exato ponto de sua evolução.


De onde viemos? De Deus...

Para onde vamos? De volta para Ele...

Qual o propósito da nossas vidas? Chegar mais perto Dele pela nossa evolução, contribuindo para que todos ao nosso redor, da mesma forma se encontrem com Ele.


Sinto que continuo caindo ainda, em pleno voo, guiado e direcionado por Deus, assim como muitos que decidiram confiar e seguir esse caminho. Sei que em algum momento vou pousar em algum lugar, mas enquanto estou no ar, preciso aproveitar para olhar a paisagem.


Curtir o vento que bate no meu rosto, ver a imensidão daquilo que conhecemos como Terra, a nossa casa neste momento.


Aprender a apreciar a insegurança, a seguir com o vento. A aprender um pouco a cada dia a lidar com o que eu sinto nesse processo todo. Quem sabe em algum momento vou descobrir que tenho asas? Vou conseguir vencer minhas próprias crenças e perceber que sim, tenho asas e posso ir aonde quero. Quem sabe... tanta coisa tem acontecido e tanta coisa pode acontecer.


E tudo isso que aprendi, toda essa construção das minhas asas foi possível por que confiei e acreditei naquilo que meu coração me pedia... respostas, busca...


Por isso costumo dizer que o melhor caminho é aquele que te traz para dentro. Que te faz sozinho e silencioso, para que então possas encontrar, dentro de ti, a tua verdade, a tua essência, o teu melhor!


Temos todos um longo caminho, que nem sempre é de flores e de leveza. Todo esse processo para encontrar nosso melhor, precisa passar pelo encarar nosso pior. E estamos tendo uma chance única de fazer isso tudo de forma rápida, porém intensa.


Por isso busque-se incessante e se chegar na beira do penhasco, abra os braços e se jogue!


Se você chegou até aí, você precisava chegar! E você chegou! Confie, acredite! Chegou a hora do grande salto.


EU SOU Gabriela Mund



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page