• Gabriela Mund

Diário de Campos - Semana 7 - EB Profª. Felicidade Pinto Figueiredo

Atualizado: 2 de jul.

Turma: 5º ano


Professora regente: Ariene Lopes


Data: 06/06


Objetivos:

- Entender o pensamento positivo e negativo

- Conhecer mais sobre a intuição

- Refletir... onde andam meus pensamentos?


Avançamos um pouco mais na nossa caminhada pelas cores do arco-íris. Chegamos no azul índigo e nesse pontinho azul, alguns assuntos são bem importantes.


Há aquele que sempre gosto de mencionar: a intuição! Sim... é nesse ponto do arco-íris que está aquela voz que nos responde antes de fazermos a pergunta. Sim... essa voz é sabia e precisamos aprender a ouví-la e quem sabe até permitir que o volume dessa voz aumente um pouco, para que seja mais fácil perceber quando ela quer nos dar um recado.


E como fazer isso? A intuição, como todas as outras funções do nosso corpo, quanto mais trabalhada, mais ouvida, mais sentida, mais ela vai funcionar. Assim como quanto mais nos exercitamos, mais fortes ficamos fisicamente, certo? É simples, não é complicado. Basta que termos atenção e seguirmos na direção certa quando conseguirmos ouví-la.


Mas o nosso ponto "Azul Escuro" também nos fala de outra questão importante. Como apagamos e acendemos esse ponto do arco-íris? Nossos pensamentos... por onde andam? Em que direção estão seguindo? Sim, são eles que nos mostram como está a nossa energia azul escura. Nossos pensamentos afetam também a nossa comunicação com a intuição. Precisamos estar atentos.


Na nossa costumeira roda de conversa, muitos foram as aprendizagens. Descobrimos que um tombo pode nos fazer pensar que não é seguro andar de bicicleta e aí começamos a ter medo de andar de bicicleta de novo. Descobrimos que o pensamento do medo de sentir a vergonha pode nos fazer não fazer o que precisa ser feito. Descobrimos através do Samuel, de forma prática, que a raiva pode ser uma mola propulsora que nos joga para a direção certa da realização daquilo que desejamos. Descobrimos que alguns já se sentem perdidos a noite no meio de tantos pensamentos e não conseguem dormir bem.


Falar de pensamentos rendeu momentos importantes. Descobrimos até que tem um aluno que já se sente parte de tudo e que tudo faz parte dele. Ele se vê como um ser que mantêm a vida de outros seres dentro dele, e esse pensamento tira o sono dele de vez em quando.


Descobrimos que alguns tem medo daquilo que os outros podem pensar diante de alguma coisa feita. E com tudo isso, descobrimos que os pensamentos, assim como as emoções que vem do verde, e a comunicação que vem do azul claro, podem alterar todo nosso sistema de cores. Foi uma tarde complexa. Mas muito produtiva, como sempre.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo