• Gabriela Mund

Um brinde aos 40!

Há alguns anos, fazer 40 anos me servem de guia para minhas decisões. Quando comecei a ter crises de pânico, que se agravavam a passos largos, pensava: “se eu chegar desse jeito aos 40 e não conseguir encontrar a causa, como vou fazer?”. Quando decidi colocar a loja que eu tinha a venda, eu dizia: “preciso fazer algo por mim, se eu não começar a “tirar” alguma da minha vida, vou chegar aos 40 completamente doente.” E ainda, quando decidi seguir a minha sozinha, solteira, levando apenas meus filhos de uma relação de alguns pares de anos, repetia para as pessoas: “precisei tomar essa decisão, senão na minha festa de 40 anos vou estar internada num hospício.”


Eu não sabia por que, mas algo me dizia que eu precisava chegar aos 40 anos. Algo me mostrava que precisava me curar, rever a vida, mudar atitudes, reciclar amizades, conhecer novas pessoas, olhar por outras perspectivas e por fim o mais difícil, eu precisava aprender a me amar. Amar de um jeito que eu não tinha ideia quando repetia e pensava antes de chegar aqui... mas a pressão interna começou a aumentar quando estava perto de fazer 38. Então aos 37 eu puxei a toalha da mesa com tudo que estava em cima, coloquei debaixo do braço, juntei uns biscoitos, e fui em busca de novas aventuras diretamente de dentro de mim. Mergulhei fundo, muito fundo... tão fundo que por vezes achei que não ia conseguir voltar.


Mas eu voltei! Eu cai e levantei, chorei e sorri. Reaprendi a delícia de sentir a barriga doendo de tanto dar risadas e de ouvir uma música com o volume mais alto. E hoje... hoje, dia 15 de junho de 2019, eu chego enfim aos 40. Posso olhar pra trás com amor pelo que vivi, e ter a certeza, a cada dia, de que tomei as melhores decisões que poderia ter tomado. Olhar com orgulho o caminho que percorri e enfim, fechar uma porta.


Uma nova vida começa hoje. Não sei ao certo o que essa nova vida me trará, mas algo há de ser. Sem ansiedade, sem inferno astral, sem muitas expectativas, eu simplesmente acredito que tudo vai dar certo, e que nesse momento um novo e lindo caminho se abre na minha frente! Algo que não sei explicar, sei apenas sentir... Meu coração transborda alegria pelo que me tornei e porque não enlouqueci, cheguei mais viva e saudável do que nunca para aproveitar TUDO o que a vida tiver pra me oferecer daqui pra frente.


Ainda me lembro quando tinha 9 anos e meu pai fez 40 anos! Me lembro da festa, dos detalhes e do quanto aquilo representava para ele e para minha mãe. Parecia que ele tinha passado para uma nova fase, e se tornava, naquele dia, ainda mais especial como ser humano. Não sei descrever o quanto aquela data me marcou, mas algo me dizia que era importante e eu esperava, mesmo sem saber, chegar aqui, e eu agora vivo isso: os meus 40 anos! E estou muito feliz, emocionada e agradecida. Por ter chego e por como eu cheguei. Tenho certeza que será uma incrível jornada!


Gabriela Mund


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo